Santa Rosália

Nome: Santa Rosália

Biografia: Decorridos três anos da morte de Santa Rosália, ela teria aparecido a uma mulher doente, ordenando-lhe que peregrinasse até a igrejinha no monte Pellegrino. Ao fazer o que lhe fora pedido, a santa apareceu-lhe novamente explicando o local em que estariam escondidos seus restos mortais.

O arcebispo de Palermo, Giannetino Doria, constituiu uma comissão de peritos composta de médicos e teólogos, para estudar uma ossada descoberta em uma gruta escavada entre as rochas. Essa ossada humana foi proclamada autêntica e considerada relíquia em 11 de fevereiro de 1625.

Antes de ser elevada aos altares, em 1630, pelo papa Urbano VIII, pedreiros que trabalhavam no convento dos dominicanos de santo Estevão de Quisquina, por volta de agosto de 1624, acharam uma gruta com os seguintes dizeres; “Eu, Rosália Sinibaldi, filha das rosas do Senhor, pelo amor de meu Senhor Jesus Cristo decidi morar nesta gruta de Quisquina”.

O monte Pellegrino foi um presente que a rainha Margarida, da Sicília, deu à santa, que lá decidiu viver isolada do mundo, em penitência, tendo apenas como companhia à áspera solidão dos rochedos.

Orações: Louvor e glória a Ti, ó Senhor, salvador do mundo, por ter-nos dado conhecer teus desígnios. Pela intercessão de Santa Rosália, concede-nos alcançar a graça que com fé vos suplicamos ( pede-se a graça). Amém.

Santa Rosália, rogai por nós.