Santo Afonso

Nome: Santo Afonso Maria de Ligório

Nascido em: Nápoles, Itália, 1696

Biografia: Afonso Maria de Ligório nasceu em Nápoles, Itália, em 1696, numa nobre família que, ao saber das qualidades do menino prodígio, proporcionaram-lhe o caminho dos estudos a fim de levá-lo a fama. Era muito piedoso, fazia seus exercícios espirituais, adorava a música clássica, compunha hinos religiosos e escrevia as letras para suas músicas.

Aos dezesseis anos doutorou-se em direito civil e eclesiástico e já se destacava na sua posição social quando, involuntariamente, deparou-se sustentando uma falsidade. Tendo perdido uma causa que lhe foi proposta, frustou-se de tal maneira, que buscou rever toda a sua vida e suas posições através de profundas reflexões, chegando ao ponto de passar três dias seguidos frente o crucifixo.

Escolhendo a renúncia profissional, herança e títulos de nobreza, Santo Afonso acolheu sua via vocacional e colocou todos os seus dons a serviço do Reino dos Céus. Fez-se sacerdote e missionário, saindo ao encontro dos condenados à morte, dos doentes incuráveis, dos trabalhadores da periferia de Nápoles, uma das maiores cidades de então e, finalmente, da esquecida população espalhada pelos campos e montanhas. Fundou uma nova Ordem de pregadores com o nome de Congregação do Divino Redentor ou Redentoristas.

Sua obra intelectual é vastíssima, compondo-se de mais de 100 livros de assuntos muito variados: escreveu tratados e compêndios de teologia moral - matéria em que sua autoridade é máxima dentro da Igreja - espiritualidade, retiros, sermões, meditação; etc. Entre os escritos de Santo Afonso, destacam-se aqueles que denotam sua profunda devoção à Santíssima Eucaristia e à Santíssima Virgem.

Fez e cumpriu um voto tão heróico que ele mesmo não o recomendava a ninguém: o de jamais perder um minuto na vida. A consciência da necessidade da sua santificação pessoal, bem como da salvação das almas, o levaram a viver intensamente o seu dia, ora dedicado à oração, ora aos estudos, ora aos escritos, ora a atividade pastoral. Dele devemos aprender a bem aproveitar o nosso dia, estabelecendo uma ordem prévia, visando o bom desempenho de nossas atividades cotidianas, bem como a nossa busca de santificação através destas atividades.

Foi eleito bispo aos 60 anos de idade e padeceu incompreensões por parte dos religiosos da própria Congregação que fundara, chegando a ser injustamente expulso dela. Santo Afonso faleceu aos 91 anos, em 1 de Agosto de 1787, tendo padecido muito fisicamente antes de morrer. Foi canonizado e proclamado doutor da Igreja e patrono dos confessores e moralistas.

Orações: Senhor, concedei-me pelos méritos de Santo Afonso Maria de Ligório, o dom do verdadeiro amor fraternal. Com Vossa Graça, ajudai-me, pois não quero mais julgar, condenar, desprezar, excluir. Que eu tenha humildade para aceitar os meus defeitos e procurar melhorá-los. Amém. Maria, Espelho da Justiça, rogai por nós.